segunda-feira, 9 de maio de 2011

A tempestade

Na tempestade eu vi
A chuva que descia e desviava...
Desviava e beijava o ar

A terra subia e revoava
O ar gelado gritava enfurecido
E de repente a janela se abre

As cores...o barulho...as luzes...
Tudo aconteceu tão rápido!!!
O mar levantou e abraçou a lua

Você deveria ter visto quando
Eu subi ao céu
E numa viagem pelo universo desapareci

Andressa Colombo Brando

Nenhum comentário:

Postar um comentário